Sensibilidade ao frio e dieta

0
333
Shot of an attractive young woman enjoying being out in the snow

 “Mulheres com sensibilidade excessiva à temperatura fria” principalmente na parte inferior do corpo, incluindo membros e parte inferior das costas, aumentaram. 

Décadas atrás, a baixa temperatura corporal era conhecida como um dos distúrbios da menopausa. No entanto, recentemente, muitas mulheres jovens tem notado sintomas subjetivos de sensibilidade excessiva à baixa temperatura. 

Muitas mulheres estão sofrendo desta sensibilidade excessiva ao frio. Mesmo logo após o banho os membros estão gelados, tendo até dificuldade para dormir não só no inverno, mas também no verão quente. 

O ser humano tem a capacidade de manter a temperatura constante. Quando a temperatura atmosférica cai ou sobe, esta informação da temperatura é transmitida da pele para o cérebro, e as instruções para o ajuste da temperatura corporal são emitidas pelo sistema nervoso autônomo localizado na área hipotalâmica do cérebro para vários órgãos do corpo. A sensibilidade extrema ao frio se dá quando essa estrutura de comando não funciona bem. 

A razão pela qual muitas mulheres têm sensibilidade excessiva ao frio é porque o vaso sanguíneo da mulher é estreito, e a corrente sanguínea é suprimida imediatamente quando o vaso sanguíneo entra em contração, mesmo que seja uma contração mínima. Por isso, a extremidade dos membros esfriam rapidamente. Outra razão é que as mulheres têm menos massa muscular em comparação aos homens. O músculo produz calor a partir da nutrição absorvida dos alimentos. 

 

A razão da hipotermia causar obesidade 

A pessoa com sensibilidade excessiva ao frio e à hipotermia tende a engordar e a ter efeitos adversos, mesmo se esforçando em dietas. Isso se dá porque o metabolismo basal diminui quando o corpo está frio. Baixa temperatura corporal significa baixo metabolismo basal. Nós consumimos calorias sem qualquer ação e até durante o sono. O metabolismo basal é a energia mínima necessária para manter as atividades da vida, incluindo respiração, temperatura corporal e digestão. 

Se a temperatura corporal central (temperatura dos órgãos internos) diminui em 1ºC, o metabolismo basal diminui 12%. Tomando como exemplo uma mulher cujo volume do metabolismo basal diário é de 1.200 calorias, se a temperatura corporal cair 1ºC, a quantidade de queima de energia diminui 144 calorias por dia. Havendo tal diferença no consumo de calorias, uma pessoa com sensibilidade excessiva ao frio tende a aumentar o peso na mesma condição de dieta de alguém sem sensibilidade ao frio. Além disso, a função da enzima enfraquece, impedindo uma queima ativa da gordura. E ainda, quanto mais a gordura corporal aumenta, mais facilmente a pessoa se torna hipotérmica, causando um círculo vicioso entre obesidade e hipotermia. 

Se você não consegue um efeito da sua dieta, experimente medir sua temperatura corporal. O fator que impede a redução de peso pode ser a baixa temperatura corporal. 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.