Dormir bem: a importância do sono para a nossa saúde e bem estar

0
1209

Dormiu bem? Não? Pois saiba que a qualidade do seu sono pode ser fundamental para garantir mais saúde e bem-estar durante o dia.

Questões profissionais, econômicas ou particulares, além de uma soma de maus hábitos, como o uso exagerado do celular, costumam impedir uma boa noite de sono. De manhã, no primeiro “bom dia”, em casa ou no trabalho, você responde com um resmungo e nem percebe que está sendo indelicado com as pessoas.

O mau humor, a sonolência, a falta de apetite e outros distúrbios, além de problemas médicos mais sérios, como diabetes, obesidade, pressão alta, doenças cardíacas, AVC, dentre outras, estão relacionados à qualidade do nosso sono, segundo o Centers For Disease Control and Prevention.

Se você se identificou com algum destes problemas, saiba que não está sozinho.A pesquisa “A busca global pela saúde do sono melhor”, realizada em 12 países pela Royal Philips, apontou que para 69% dos adultos pesquisados no Brasil, o sono tem um impacto relevante em sua saúde e bem estar. Desse total pesquisado, 36% disseram sofre de insônia recorrente.

Uma parcela de 52% dos pesquisados disseram colocar o sono em dia durante os fins de semana. Para 35% deles, as dificuldades estão relacionadas a várias distrações da vida moderna como televisão e uso contínuo de celular.

Pode até parecer um problema sem maior importância para alguns, mas o mundo inteiro vive uma espécie de epidemia da insônia. A pesquisa da Royal Philips apontou que 77% da população adulta dos 12 países pesquisados reconhece o impacto do sono em sua saúde. Enquanto 62% relataram dormir bem “apenas um pouco”, 44% afirmaram que a qualidade do sono teve

piora nos último cinco anos. De acordo ainda com a pesquisa, 76% dos adultos no mundo já relatou ao menos uma condição que afeta o sono, como insônia (37%) e ronco (29%).

O Dia Mundial do Sono, que é comemorado em 15 de março, serve como um alerta para que cada um vigie e busque melhorar a qualidade do seu sono, o que muitas vezes requer inclusive a busca de atendimento de um especialista. No Brasil, é possível buscar atendimento na rede pública por meio do Sistema Único de Saúde, o SUS.

Mas no dia-a-dia é possível também adotar certas atitudes que já contribuem para melhorar as condições gerais do sono. Dentre as dicas mais comuns dos especialistas relacionados ao sono destacam-se o não consumo de álcool e alimentos com cafeína, como café, chás e chocolates, pois a cafeína produz efeito estimulante e pode afetar a qualidade do sono.

Outras recomendações dizem respeito ao local onde se dorme. Por exemplo é importante manter temperatura do quarto adequada ao corpo humano assim como adotar uma rotina de ir para a cama sempre no mesmo horário, se possível. Recomenda-se ainda atividades relaxante antes de ir para a cama, como ouvir música ou ler um livro, até sentir-se realmente com sono para adormecer.

Zelar pela limpeza, higiene, e conforto do local de dormir também podem ser fatores importantes para que você mantenha o seu sono em alta. Agora é só tentar! Boa noite e bom sono!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here